terça-feira, 27 de agosto de 2013

Que recebam em dobro tudo o que me desejarem

 Alonso espera que a má sorte bate Vettel

"Isso aconteceu comigo no ano passado e pode acontecer novamente"
esperanças de campeonato receberia um impulso se Sebastian Vettel cai no início de um grand prix.

Muitos vêem o domínio de Vettel na Bélgica como um sinal de que o piloto da Red Bull agora irá galope para seus quarto título de pilotos consecutivos.

"Vettel tem o título mundial no saco", disse o italiano La Gazzetta dello Sport após a corrida em Spa-Francorchamps.

Corriere dello Sport concordou: "Vettel continua fora do alcance; invencível em sua Red Bull com o qual ninguém pode encontrar a falha.

"Ele está a caminho de quebrar todos os recordes de Michael Schumacher."

Ferrari, no entanto, mostrou sinais de Spa de recuperação depois de um miserável de julho, mas o espanhol Alonso admitiu que Vettel precisa para ser executado em apuros.

"Deixei Monza no ano passado com 41 pontos a mais do que Vettel", ele é citado por Totalrace do Brasil. "Isso mostra o quão rápido as coisas podem mudar.

"Mas para isso, precisamos vencer três ou quatro corridas consecutivas e ter alguém atropelado ele no início, como aconteceu comigo, ou problemas técnicos."

Alonso é, sem dúvida, se referindo ao seu Grande Prêmio da Bélgica de um ano atrás, quando de Romain Grosjean Flying Lotus terminou a sua corrida em um chuveiro de fibra de carbono.

"Isso aconteceu comigo no ano passado e que poderia acontecer de novo", acrescentou Alonso.

Mas, com apenas oito corridas restantes em 2013, alguns dos rivais de Vettel estão começando a ser amortizado.

Kimi Raikkonen, por exemplo, perdeu o lugar de vice-campeão na classificação de pilotos em Spa, onde se aposentou com uma falha nos freios.

"Você provavelmente teria que dizer que os três (Vettel, Alonso, Lewis Hamilton), que terminou no pódio na Bélgica são provavelmente os principais rivais para o final do ano", disse o chefe da Red Bull Christian Horner.

Marc Surer, ex-motorista virou comentarista, vê um outro problema para a Lotus de Raikkonen.

"Se você não tiver o dinheiro para tentar de tudo que você possa imaginar", disse à Der Spiegel, "você não tem chance."

Perguntas sobre Mercedes também estão sendo feitas.

"Será que eles ainda têm reservas em seu desenvolvimento para pegar Red Bull nesta temporada?" ex-piloto Patrick Tambay disse à France RMC Sport.

"Na Bélgica, foram claramente derrotados."

Então, talvez a pergunta final é de saber se alguém pode bater Vettel agora. "Provavelmente, só a si mesmo", reconheceu o chefe da equipe Mercedes, Ross Brawn.

Fonte:nextgen-auto.com

É isso que me dá nojo em certas pessoas quando veem que não  são capazes de se sobressaírem por mais que tentem por um motivo ou por outro, torcem pela desgraça alheia. O que aconteceu ano passado não foi por culpa do Vettel, ele não tem culpa do Grosjean ter atropelado esse cidadão na largada e nem tem culpa de ser quem é e nem de está onde está o que consegui é por  méritos.... O seu sucesso causa muita inveja e acaba por atrair muito veneno.
Sorte Vettel continue fazendo o seu trabalho, muito do que se fala além de muita energia negativa  que tentam jogar sobre você é também por ainda o  terem como menino imaturo e que se desestabiliza com meia dúzia de palavras infames dirigidas a seu nome.
Que recebam em dobro tudo o que te desejarem.... cabe a cada um saber o que estará desejando ou então vam cuidar das suas próprias vidas que é bem melhor

Força, Foco e Fé.
By Nay

Ver Mais

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

O pecado de Vettel

 Sebastian Vettel venceu pela 31ª vez na carreira e igualou Nigel Mansell. Aos 26 anos, é o quinto maior vencedor da história da F1. Caminha para o tetracampeonato mundial consecutivo. E eu ainda tento entender como as pessoas hesitam tanto em dizer que ele vai se tornar um dos gênios do esporte ao mesmo tempo em que exaltam tanto pilotos com números semelhantes ou mesmo piores — e não são só os números que fazem deste alemão um grande piloto.
Tudo por causa de um grande pecado: andar com o melhor carro. Andar no carro projetado por Adrian Newey. Tem gente que ainda diz que Vettel não enfrentou adversários de peso. É desmerecer demais o talento dele.
Vettel tem 26 anos, 39 poles, 31 vitórias, três títulos mundiais consecutivos. Foi o mais jovem campeão, o mais jovem bicampeão e o mais jovem tricampeão. Conquistou esses títulos correndo contra outros cinco campeões do mundo: Fernando Alonso, Lewis Hamilton, Jenson Button, Michael Schumacher e Kimi Räikkönen (esse, só em 2012).
Se Vettel confirmar o favoritismo e ganhar de novo neste ano, fará o que apenas Michael Schumacher e Juan Manuel Fangio fizeram. Deixará para trás Niki Lauda, Ayrton Senna, Jackie Stewart, Jack Brabham e Nelson Piquet. Empatará com Alain Prost. Aos 26 anos.
Com a vitória deste domingo, ele tem tantas quanto Nigel Mansell. “Ah, mas Mansell teve adversários mais fortes”. Ok, Mansell teve Prost, Piquet e Senna. São melhores do que os que estão aí brigando com Vettel hoje. Mas Alonso, Button, Hamilton e Kimi estão longe de ser ruins. Mansell foi campeão em um ano em que correu só contra Senna — Schumacher ainda não tinha nenhum título, fazia sua primeira temporada completa na F1.
É bem provável que, daqui a duas semanas, Vettel vença o GP da Itália e empate com Fernando Alonso. Vai ter um monte de gente dizendo que Vettel não chega aos pés do espanhol. Respeito algumas dessas opiniões, mas discordo de todas elas. Não tem essa de que o alemão é tricampeão porque tem o melhor carro e Alonso está em uma Ferrari capenga.
Alonso foi campeão em 2005 e 2006 com o melhor carro. Em 2005, a McLaren era mais rápida, mas quebrava o tempo todo. Que nem em 2012. No fim das contas, a Renault e a Red Bull andaram melhor em um número maior de corridas e permitiram a seus pilotos conquistarem os títulos.
Alonso perdeu um título em que tinha o melhor carro nas mãos, o de 2007. Poderia ter sido tricampeão, não foi. Vettel aproveitou os três anos em que teve o melhor carro.
E Alonso caiu demais de produção na reta final de quatro dos cinco campeonatos que disputou: 2005, 2006, 2007 e 2012. Não importa qual tenha sido o motivo, podem reparar que a primeira metade da temporada do asturiano foi bem melhor que a segunda. A única exceção foi 2010, quando ele cresceu na segunda metade e chegou à decisão como líder. Vettel é o oposto, começou mal e se recuperou no final.
“Ah, mas o Alonso vem de trás, passando todo mundo, Vettel não passa ninguém. Olha só a corrida de hoje.” Assista o GP de Abu Dhabi de 2012 — naquela pista em que não dá para passar ninguém –, ou o GP do Brasil de 2012.
Qual o problema do cara querer assumir a primeira posição no começo e dominar a corrida? Por que vocês acham que o Senna era tão obstinado por conquistar pole-positions?
Tá, é chato ver um domínio de um piloto. Foi chato com Schumacher e pode estar chato, agora, com Vettel. Mas esse piloto de 26 anos tem tudo para derrubar as marcas de seu ídolo de infância e você vai ficar aí, chupando dedo e dizendo que é só por causa do carro e do Newey. Não é.
Fonte: Por fora dos boxs

Na verdade o único que vi vencer na F1 moderna sem ter o melhor carro do grid foi o Kimi dando o ultimo título que a porcaria da Ferrari se lembra ter comemorado..ADOOORO
by Nay
Ver Mais

sábado, 24 de agosto de 2013

Grid de Largada para o GP da Bélgica

1) Lewis Hamilton (ING/Mercedes) 2m01s012        
2) Sebastian Vettel (ALE/RBR) 2m01s200  + 0s188s
3) Mark Webber (AUS/RBR) 2m01s325  + 0s313s
4) Nico Rosberg (ALE/Mercedes) 2m02s251  + 1s239s
5) Paul di Resta (ESC/Force India) 2m02s332  + 1s320s
6) Jenson Button (ING/McLaren) 2m03s075  + 2s063s
7) Romain Grosjean (FRA/Lotus) 2m03s081  + 2s069s
8) Kimi Raikkonen (FIN/Lotus) 2m03s390  + 2s378s
9) Fernando Alonso (ESP/Ferrari) 2m03s482  + 2s470s
10) Felipe Massa (BRA/Ferrari) 2m04s059  + 3s047s
Eliminados no Q2:
11) Nico Hulkenberg (ALE/Sauber) 1m49s088
12) Adrian Sutil (ALE/Force India) 1m49s103
13) Sergio Pérez (MEX/McLaren) 1m49s304
14) Giedo van der Garde (HOL/Caterham) 1m52s036
15) Jules Bianchi (FRA/Marussia) 1m52s563
16) Max Chilton (ING/Marussia) 1m52s762
Eliminados no Q1:
17) Pastor Maldonado (VEN/Williams) 2m03s072
18) Jean-Eric Vergne (FRA/STR) 2m03s300
19) Daniel Ricciardo (AUS/STR) 2m03s317
20) Valtteri Bottas (FIN/Williams) 2m03s432
21) Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber) 2m04s324
Ver Mais

ENCONTRE-NOS NO FACEBOOK

PROXIMA CORRIDA

The Formula 1 Widget
requires Adobe Flash
Player 7 or higher.
To view it, click here
to get the latest
Adobe Flash Player.

TIME

Seguidores

Popular Posts

Total de visualizações de página

BLOG AMIGO

Pages

Copyright © Formula 1 em Foco | Powered By Blogger
Distributed By Blogspot Templates | Blogger Theme By Lasantha - PremiumBloggerTemplates